• Facebook OMSJDC
  • instagram OMSJDC

ASSESSORIA DE IMPRENSA*

*atendemos apenas imprensa

REALIZAÇÃO

IBI - Instituto Brasileiro de Integração.

Cultura, Turismo e Cidadania

(61) 97400-1810

contato@ibidf.org.br

IDEALIZAÇÃO

Edilane Oliveira

edilane@ibidf.org.br

  • facebook omsjdc
  • instagram OMSJDC
 

Um evento incrível feito só para você

É o maior porque reúne mais de 300 mil pessoas em três dias de festival.

 

É o maior porque está entre as mais tradicionais festas juninas do país.

 

É o maior porque tem o maior e melhor palco para o forró do país, com recursos técnicos do mais alto padrão.

 

E é o mais amado do Cerrado porque homenageia com uma imersão na rica cultura nordestina a todos aqueles que vieram de sua terra natal!

 

A lenda do bumba meu boi foi escolhida para ser homenageada nesta edição do Maior São João do Cerrado! Um conto que retrata a realidade brasileira de anos atrás e ajuda a manter viva a riquíssima cultura nordestina.

 

Em uma fazenda às margens do rio São Francisco, vivia o casal de escravos Catirina e Mateus. Ela estava grávida e, certo dia, contou ao marido que estava morrendo de desejo de comer língua de boi. Empenhado em satisfazer sua amada, Mateus matou um dos bois favoritos do patrão e cozinhou a sua língua.

Certo dia, o dono da fazenda sentiu falta do boi e, após investigar com os outros escravos, descobriu seu triste fim e ficou inconsolável. Rezadeiras e curandeiros foram convocados para tentar ressuscitar o boi, mas não tiveram sucesso. A essa altura, Catirina e Mateus já haviam fugido para outra cidade com medo da reação do patrão.

O tempo passou e a história do dono da fazenda que chorava por seu boi se espalhou até chegar no casal fugitivo. Arrependidos, eles contaram ao filho o que realmente aconteceu e ele, já grandinho, pediu para que o levassem até a fazenda. Chegando lá, o menino pegou o rabo do boi, espiou lá dentro e deu três sopros muito fortes. Como mágica, o boi viveu e saiu chifrando quem estivesse pela frente! O patrão não se aguentou de tanta alegria, perdoou Catirina e Mateus e a história teve, enfim, um final feliz.

De uma olhada nas edições passadas:

  • Facebook OMSJDC
  • instagram OMSJDC
 

RECURSOS PÚBLICOS

PARCERIAS CELEBRADAS

 

Contate - nos

DATA 

LOCAL 

9, 10 e 11 de Agosto de 2019

ao lado do Estádio Abadião, Ceilândia – DF